Como transformar o Snapchat na grande aposta para o seu evento?

  • 27/07/2016

 

Quando uma nova rede social começa a ser utilizada por jovens, formadores de opinião e pessoas mais conectadas, fica impossível de ser ignorada por profissionais de marketing, independente do segmento da empresa. Esse é o caso do Snapchat, que é uma tendência especial para o mercado de eventos. A primeira pergunta que nos vem em mente é: mas realmente precisamos de mais uma rede social em nossas vidas? Se você quer estar antenado ou trabalha com eventos, a resposta é sim.

O Snapchat é o app queridinho dos jovens e permite que o internauta compartilhe fotos, vídeos e mensagens com seus contatos – fator que adolescentes gostam muito desde a época do ICQ e MSN. Viver o momento e não o passado é um comportamento geral dos jovens da atualidade e é a essência desse novo aplicativo: os snaps somem depois de 24 horas e quem não os viu, não poderá mais vê-los de novo.

Os snaps são temporários, mas será que a maioria dos nossos posts em redes sociais não é? A maior parte do que postamos no nosso Facebook ou Instagram aparece no feed de nossos seguidores e, em grande parte das vezes, nunca mais são vistos de novo, a não ser que a pessoa entre no seu perfil.  Essa volatilidade das redes sociais pode ser uma grande jogada para o mercado de eventos. Veja as dicas a seguir para entender um pouco mais sobre isso:

Use e abuse dos filtros oferecidos no aplicativo:

A plataforma mudou ao longo dos anos e foi se adaptando para atrair o público e, consequentemente, empresas interessadas em se promover. Para isso, foram criados filtros, assim como no Instagram e outros aplicativos, que permitem melhorar as fotos, mas de uma maneira diferente, imagens criativas podem ser adicionadas.

Alguns tipos de filtros:

  1. Lentes: esses filtros reconhecem rostos e acrescentam desenhos fazendo com que você se pareça com um cachorro ou até mesmo um panda.
  2. Geofiltros: imagens podem ser colocadas no topo ou na parte de baixo das fotos, sempre com uma ilustração dependendo da localização que a pessoa está.
  3. Geofiltros feitos sob medida: exatamente como os geofiltros normais, mas são limitados não só por um local específico, mas também por um tempo determinado.

Um evento, nada mais é, do que uma experiência em um lugar e tempo específico, e o Snapchat capta exatamente essa essência. Se você não estava lá naquele momento você não pode compartilhar aquele determinado filtro nem dividir com seus seguidores e amigos a sua experiência. Isso é o que faz com que pessoas compareçam a eventos.

“Storytelling” e bastidores do evento:

Por ser um aplicativo instantâneo, o público faz a sua própria cobertura dos eventos de maneira espontânea, passando aos seus amigos um olhar próprio e exclusivo daquilo que vivenciou. Ou seja, é o próprio cliente contando a historia, mostrando detalhes e fazendo o “storytelling” para outros possíveis clientes.

Crie expectativa:

Dias antes do evento é possível deixar seus espectadores curiosos com “teasers” do que vai acontecer. Reforce a data, fale sobre as atrações e programação e mostre até um pouco de como está sendo feita a organização.

Mostre quem está por trás:

Mostrar as pessoas que trabalham com a marca e que preparam tudo para que no dia saia tudo como esperado faz com que o público fique mais próximo do evento.  Além de ser espontâneo, você acaba motivando, também, a equipe.